domingo, 24 de maio de 2015

O Busão do Batucada ou Batucada no ônibus


 
 O Busão colorido saía da Patriarca, passava pela Nhocuné e subia pro mundão.

Em cada esquina dos clubes, tentava ouvir a música do lado de fora, lembrando os hits dos 4 Erres e as bases dos Daltons, o ouvido era realmente musical.

Esse Busão continha saudades, alegrias, cores e sambas de breque, produzidos pelo próprio motorista, que por sinal gosta mesmo de fazer batucada, e é conhecido como Juninho.

As cores viriam da alma como se fôssemos indígenas, negros, asiáticos e árabes todos misturados.

Seríamos muitos, mas caberíamos perfeitamente no Busão. Apertando-nos nos bancos e convidando os outros para dar um rolê na subida do morro.

E o Batucada sorrindo e contente dava seu breque: “Na subida do morro me contaram...”

2 comentários:

  1. Respostas
    1. Esse texto nem precisa virar música
      Pois um musical já é
      A ti agradeço amigo
      Neste busão que só entra amigo
      Você vai bem vindo
      Salve a vida e a Nhocune!

      Excluir